Translate

sábado, 24 de junho de 2017

FELIZ SÃO JOÃO PARA TODOS!!!

Amigos, familiares e visitantes, estava viajando e retornei ao Brasil hoje. 
Irei recompensar vocês pela longa ausência. Aguardem.

Para começar um pouco do clima de São João.
São João sem fronteiras.
A famosa música Asa Branca, tocada em japonês. Espero que gostem e se divirtam. É só clicar abaixo.
Não deixem de fazer alguma gostosura junina. Beijos e abraços a todos.
Algumas receitas você pode encontrar aqui: https://plus.google.com/u/0/collection/g0CWWB

Mil bjs e um lindo e aquecido São João para todos.

BOAS FESTAS E UM ÓTIMO FERIADO!!!!
VIVA SÃO JOÃO!!!

quinta-feira, 1 de junho de 2017

PÃO CASEIRO DE ABÓBORA

Faz tanto tempo que eu não preparo um pãozinho caseiro. Mas, hoje irei compensar vocês com uma receita deliciosa e nutritiva: Pão de abóbora ou jerimum como é conhecida no nordeste brasileiro. 🍞🍞
lanche; pão caseiro; receita com abóbora; culinária caseira

Além de nutritivo o pão fica com uma linda cor.
lanche; pão caseiro; receita com abóbora; culinária caseira

Por que ter trabalho fazendo pão caseiro? Fazer o pão em si não é trabalho. O maior trabalho é o tempo de espera para o crescimento da massa. O fermento deve agir antes de ir ao forno. Ainda tem o aroma de pão pela casa ao assar. Não tem como resistir. Some a isto ao fato de poder variar a sua receita que não leva aditivos químicos. No mais, fica a satisfação de ver a massa crescendo e sendo transformada em um delicioso alimento. 😋😋
Eu vou fazer uma única massa, mas dois pães com duas formas diferentes de modelagem. 
Um será tipo uma rosca recheada com 4 tipos de queijos (cream cheese, queijo do reino, coalho e mozarela). Mas, o recheio pode ser modificado ao seu paladar.
O outro pão será sem recheio, ideal para ser cortado em fatias e recheado a gosto.
lanche; pão caseiro; receita com abóbora; culinária caseira

Você pode modelar o seu pão de acordo com o seu gosto. Podendo ser inclusive pãezinhos individuais. Com ou sem recheio, você escolhe.
INGREDIENTES:
MASSA:
  • 1 envelope de fermento biológico seco
  • 1 c/sopa de açúcar (15 g)
  • ½ xíc/chá da água do cozimento da abóbora (100 ml)
  • 350 g de abóbora cozida com pouco sal e espremida (ou amassada com um garfo)
  • ¼ xíc/chá de azeite ou óleo de sua preferência (50 ml)
  • 2 ovos inteiros
  • 1½ c/chá de sal
  • 4½ a 5½ xíc/chá de farinha de trigo peneirada
  • 1 gema de ovo misturada com 1 c/chá de óleo para pincelar
  • Queijo ralado para polvilhar
RECHEIO PARA A ROSCA: 
  • Cream cheese o q.b.
  • Queijo do reino picado ou ralado o q.b.
  • Queijo branco (coalho, minas, ricota) picado ou ralado o q.b.
  • Queijo mozarela picado ou ralado o q.b.
Dica: "q.b." em culinária significa o quanto baste. Isto é, a quantidade do ingrediente vai de acordo com o gosto pessoal de quem prepara a receita. 
MODO DE PREPARO:
  1. Prepare a abóbora: Descasque a abóbora e corte-a em pedaços. Ponha em uma panela cobrindo tudo com água e uma pitada de sal. Leve ao fogo para cozinhar até ficar macia.
    Escorra a água e amasse com um garfo ou use o amassador de batatas. Deve ficar como um purê. Deixe esfriar para ser empregado.
  2. Pese a quantidade necessária para o pão. Reserve.
  3. Prepare a esponja: Em uma vasilha junte o fermento biológico, o açúcar e a água morna. (Eu usei a água do cozimento da abóbora, mas pode-se usar água normal.)
    Misture.
    Cubra a vasilha com pano, prato, tampa ou filme plástico.
    Deixe em repouso por 15 minutos ou até que se forme a esponja. (Adoro acompanhar a transformação do fermento.)
  4. À parte, junte a abóbora amassada, o azeite e os ovos. Misture ligeiramente.
  5. Junte a esponja com a mistura de abóbora. Misture com uma colher.
  6. Acrescente a farinha de trigo, uma xícara por vez, e mexa com uma colher. Vá acrescentando uma xícara de farinha por vez, sempre peneirando (ou peneire antes toda a farinha) até que a massa fique pesada para ser mexida com a colher. Após colocar a segunda xícara de farinha, junte o sal. Dica: se você não usou sal no cozimento da abóbora, coloque 1 c/chá a mais de sal.
  7. Polvilhe uma superfície (madeira, granito, mármore) com farinha de trigo, coloque a massa e vá acrescentando o restante da farinha aos poucos, sovando a massa com as mãos. Importante não bater a massa, apenas faça movimentos de enrolar e esticar, virando a massa para que fique uniforme. Dica: Não ponha muita farinha para a massa não ficar muito pesada. Pare de acrescentar a farinha assim que não grudar mais nas mãos. A massa deve ficar lisa, elástica e levemente pegajosa ao ser apertada com a ponta dos dedos.
  8. Faça uma bola com a massa e ponha em uma vasilha. Cubra e deixe repousando até dobrar o volume (30 a 60 minutos). Dica: O tempo irá depender da temperatura ambiente. Em dias frios pode levar mais tempo para o fermento agir.
  9. Enquanto espera a massa crescer, prepare as formas para assar o pão. Unte a forma com manteiga e polvilhe farinha de trigo. Reserve. Dica: Eu optei por usar uma forma de bolo inglês e outra forma redonda pequena. O tipo de forma usada irá depender da maneira como você pretende moldar o seu pão. As medidas de minhas formas vocês podem conferir na foto abaixo.
  10. Quando a massa estiver dobrado de tamanho, divida-a em duas partes.
  11. Modele os pães e coloque-os nas formas.
    Para o pão recheado abra metade da massa com o rolo de massa.
    Espalhe o cream cheese na massa e espalhe o restante do queijo.
    Enrole como rocambole. Corte o rolo formado em fatias com aproximadamente 3 dedos comprimento.
    Para que o recheio não vaze durante o tempo de forno, aperte um dos lados da fatia de maneira a fechar a abertura daquele lado. Coloque este lado para baixo na forma redonda. O lado que permanece sem fechar deve ficar para cima. Posicione cada fatia lado a lado, deixando um pequeno espaço entre elas para a massa crescer.
    Para o pão sem recheio basta modelar o pão na bancada de trabalho e colocar na forma de bolo inglês.
  12. Cubra os pães com um pano limpo e deixe crescer por mais 20 minutos.
  13. Enquanto espera o crescimento dos pães, pré-aqueça o forno a 200 C.
  14. Pincele os pães com a gema misturada com o óleo.
  15. Polvilhe queijo ralado (parmesão) nos pães.
    Dica: Eu prefiro comprar o queijo parmesão em barra e ralar em casa. É muito mais saboroso do que os queijos ralados em saquinhos. O queijo ralado é opcional. Pode ser substituído por sementes de gergelim ou deixar apenas com a gema de ovo.
  16. Asse em forno pré-aquecido a 200º C por 30 a 40 minutos. O tempo varia de forno para forno.
    O pão deve ficar dourado.
    lanche; pão caseiro; receita com abóbora; culinária caseira
  17. Tire do forno e deixe esfriar um pouco sobre a grade do fogão para poder desenformar. Dica: A grade impede que, a forma quente entre em contato com a superfície fria do balcão ou pia, e condense o ar formando umidade na base do pão.
    lanche; pão caseiro; receita com abóbora; culinária caseira
  18. Desenforme o pão e sirva-o quente, morno ou em temperatura ambiente.
    lanche; pão caseiro; receita com abóbora; culinária caseira
Vejam outros tipos de pães caseiros que ficam deliciosos e únicos:

PÃO DE BATATA CASEIRO

 PÃO COM CARÁ

 PÃO CASEIRO COM CAROÇO DE JACA

PÃO DE BETERRABA

PÃEZINHOS CASEIROS DE TOMATE











Não deixem de fazer, experimentar e compartilhar. 😋😋😋
Beijocas e até a próxima postagem!!! 😚💋💋
BOM APETITE!!!
Obrigada pela visita. Um abraço carinhoso a todos.
                   Teresa Cintra  

quinta-feira, 25 de maio de 2017

DOCE DE PERAS EM CALDA

COMPOTA CASEIRA DE PERA

COMPOTA CASEIRA; PERA EM CALDA; SOBREMESA DE PERAS; DOCES CASEIROS; DOCE DE PERAS
Peras são ricas em vitamina C, vitamina K, cálcio, ácido fólico, antioxidantes importantes, fibra dietética, flavonoides e são deliciosas. 
O ideal é que sejam consumidas ao natural e com a casca. 
De vez em quando encontro no supermercado um  tipo de peras pequenas vendidas em caixas.
Mas, se elas não amadurecem totalmente ou se amadurecem todas ao mesmo tempo, não dá para consumi-las naturalmente. Neste caso elas são ótimas opções para fazer doce. Como são pequenas ficam excelentes como compotas sem precisar cortá-las ao meio.
COMPOTA CASEIRA; PERA EM CALDA; SOBREMESA DE PERAS; DOCES CASEIROS; DOCE DE PERAS

Para retirar as sementes eu uso um utensílio para furar coco verde. Posiciono a pera em pé. Introduzo o "Fura coco" no meio da pera no sentido longitudinal e, ao puxar, o miolo sai totalmente. Como a pera é mais macia que o coco, não precisa usar muita força. Dá super certo.
fura coco; compota caseira; COMPOTA CASEIRA; PERA EM CALDA; SOBREMESA DE PERAS; DOCES CASEIROS; DOCE DE PERAS
COMPOTA DE PERAS
INGREDIENTES:
  • 10 peras pequenas maduras e firmes
  • 1/2 kilo de açúcar
  • 1 pedaço de pau de canela
  • 5 a 6 cravos da índia
  • 1 cálice de vinho branco (opcional - Nem sempre eu acrescento)
  • água o suficiente
  • água gelada e suco de meio limão
MODO DE PREPARO:
  1. Lave, e retire o miolo sem cortar as peras. Dica: Eu uso um furador para coco verde conhecido como Fura Coco ou Furador abridor de coco.
  2. Descasque coloque-as em água gelada e suco de limão para não escurecer.
  3. Quando todas as peras estiverem descascadas, escorra a água do molho e passe as peras para uma panela de fundo grosso. 
  4. Coloque o açúcar, o vinho branco, a canela e os cravos da índia. Dica: Quem for sensível ou alérgico à canela é só não colocá-la. O vinho branco pode ser substituído pelo tinto ou não ser usado. 
  5. Cubra tudo com água e leve ao fogo alto.
  6. Quando ferver, abaixe o fogo e deixe cozinhar. O tempo varia de acordo com o tamanho das peras e se estão muito maduras ou não. As peras devem ficar macias, mas sem perder a sua forma. Normalmente, basta 10 minutos para cozinhar as peras.
  7. Retire as peras da panela e passe para um pote de vidro.
  8. Deixe a calda no fogo e apure até o ponto de calda rala.
  9. Despeje a calda sobre as peras. Cubra a boca do vidro com um filme plástico. Tampe o vidro.
    COMPOTA CASEIRA; PERA EM CALDA; SOBREMESA DE PERAS; DOCES CASEIROS; DOCE DE PERAS
  10. Espere esfriar e guarde na geladeira.
  11. Sirva gelada com sorvete de creme, calda de chocolate ou pura.
Se gostar, faça e compartilhe.
COMPOTA CASEIRA; PERA EM CALDA; SOBREMESA DE PERAS; DOCES CASEIROS; DOCE DE PERAS

Mil bjs e até a próxima postagem que pode ser de artes, guloseimas ou companhia (viagens, passeios, pensamento, dicas, ...).
BOM APETITE!!!
Obrigada pela visita. Um abraço carinhoso a todos.
                   Teresa Cintra   

sábado, 20 de maio de 2017

BOLO GELADO DE COCO

Delicioso bolo de coco, ideal para comemorações especiais ou almoço de domingo com a família e amigos.
BOLO GELADO; bolo caseiro; bolo de coco; coco ralado; lanche; festa; sobremesa de coco
Esta receita não é minha. É de minha irmã Vera Cintra que gentilmente cedeu a receita e autorizou a sua divulgação no blog. Obrigada, Verinha pelo carinho e desprendimento. 💓
O bolo não leva recheio. Mas, fica bem molhadinho por conta da calda que é absorvida pela massa já assada do bolo, deixando com a sensação de ter sido recheado.
Eu fiz o bolo para o almoço do dia das mães. Quem provou, aprovou e repetiu. 😋😋😋 Não sobrou nem uma migalhinha para o café da manhã do dia seguinte. Este é o melhor termômetro para verificar a aprovação de uma receita e deixar quem fez muito feliz. 😃😃😃
Fiz pequenas adaptações na receita original, mas a essência principal não mexi. Apenas acrescentei coco ralado na massa do bolo e cobertura. 
Também, diminui a quantidade de creme de leite da cobertura. A receita original leva duas latas sem soro, coloquei apenas uma. Por conta da temperatura da cidade em que moro (Recife) ser muito elevada, a manteiga da cobertura ficou mole rapidamente. Diferente da minha cidade natal, onde minha irmã ainda mora, que é bem mais fria, principalmente no inverno.
A calda (de acordo com a receita original) no início parecia ser muita, mas o bolo absorveu tudinho. 
Eu preparei o bolo com a calda na véspera do evento. Depois de assar o bolo e banhar com a calda, cobri a forma e deixei na geladeira até o dia seguinte. Aí, desenformei e decorei o bolo. Deixei o bolo pronto na geladeira até o momento de ir para o almoço na casa de minha sogra.
INGREDIENTES:
BOLO: (não leva manteiga, margarina ou óleo na massa)
  • 2 xíc/chá de farinha de trigo peneirada
  • 2 xíc/chá de açúcar
  • 5 gemas
  • 5 claras
  • 1 xíc/chá de leite fervendo
  • 1 c/sopa de fermento químico em pó
  • 50 g de coco ralado (não tem na receita original, portanto, é opcional.)
CALDA DE COCO:
  • ½ litro (500 ml) de leite 
  • 3 c/sopa de açúcar refinado
  • 1 vidro de leite de coco
COBERTURA:
  • 300 g de manteiga sem sal em ponto pomada
  • 3 xíc/chá de açúcar refinado
  • 2 gemas
  • 1 lata de creme de leite sem soro ou 1 caixinha (a receita original são duas latas, mas achei que iria ficar muito mole)
  • 50g de coco ralado fino (não tem na receita original)
DECORAÇÃO:

  • coco ralado 
  • cereja em calda
MODO DE PREPARO:
BOLO:
  1. Pré-aqueça o forno a 180°C.
  2. Unte com manteiga e polvilhe com farinha de trigo uma forma. Dica: Eu usei uma forma desmontável redonda com 23 cm de diâmetro e 6,5 cm de altura. Mas, se você tiver uma forma um pouco mais alta é o ideal. O bolo cresce bem e se ficar no limite da forma fica um pouco difícil quando tiver que acrescentar a calda. Forre o fundo da forma com papel manteiga, encaixe o aro, corte o excesso do papel manteiga, unte toda a forma com manteiga e polvilhe farinha de trigo. Veja a seta vermelha indicando o papel manteiga colocado.
  3. Bata as claras em neve e reserve.
  4. Bata as gemas com o açúcar na batedeira.
  5. Junte o coco ralado (opcional) e bata ou misture com uma colher.
  6. Leve o leite ao fogo ou ao microondas. Desligue assim que começar a ferver.
  7. Acrescente a farinha de trigo e o leite fervendo alternadamente. Dica: Coloque ⅓ da farinha, misture. Acrescente ½ do leite fervendo, misture. Repita a operação até terminar os ingredientes. O primeiro e último ingrediente a ser  misturado deve ser a farinha de trigo. Para não espalhar muita farinha de trigo em sua cozinha ao usá-la, misture inicialmente com uma colher e finalize na batedeira. Bata o suficiente para ficar bem mistura. Não bata em excesso para não ativar o glúten da farinha.
  8. Adicione o fermento e mexa.
  9. Por último, junte as claras em neve com uma colher ou espátula. Não use mais a batedeira. Dica: Misture ½ das claras em neve à massa. Depois, em movimentos delicados, acrescente o restante das claras.
  10. Despeje a massa na forma preparada anteriormente. A massa fica bem aerada, tipo um pão de ló.
  11. Asse em forno pré-aquecido a 180°C por 40 a 50 minutos. Faça o teste do palito.
  12. Quando o bolo estiver quase assado, misture os ingredientes da calda. Reserve. Dica: eu usei açúcar cristal, mais o ideal é o refinado para facilitar sua dissolução.
  13. Retire o bolo do forno e, ainda quente e na forma em que foi assado, fure-o com um garfo ou uma faca. Dica: Como a forma que usei é desmontável, coloquei-a sobre uma bandeja para evitar que a calda ao ser colocada vazasse pelo aro. Vazou apenas um pouquinho, melando a bandeja, mas não escorreu. Acho que vale este cuidado para diminuir a sujeira durante o processo.
  14. Sobre o bolo quente, despeje a calda sobre o mesmo. Espere a calda ser absorvida. Não precisa desenformar o bolo e nem cortá-lo em camadas. A calda vai penetrar lentamente pela massa que é bem aerada e pelos orifícios feitos anteriormente.
    Dica: Meu bolo cresceu mais do que eu imaginei e ultrapassou o limite da forma. A medida que fui colocando a calda, eu senti a necessidade de dar uma ligeira abaixada na massa. Com a metade da calda colocada no bolo, eu pressionei um pouco a massa usando uma colher de sopa para que ficasse na altura da forma. Coloquei o restante da calda até formar uma poça na superfície do bolo. Sobrou apenas um pouco da calda. Algo em torno de ½ xíc/chá. Tem um momento que você pensa: "Será que vai dar certo?" Dá, sim. Segui as orientações de minha irmã ao pé da letra. O bolo fica meio que afogado na calda que lentamente vai sendo absorvida pela massa.
  15. Cubra a forma com uma tampa ou filme plástico e leve à geladeira até o momento de desenformar e cobrir. Dica: Eu deixe na geladeira a noite toda. O bolo só seria servido no dia seguinte no almoço. A cobertura fiz apenas na manhã seguinte um pouco antes de desenformar o bolo que foi afogado na calda. Ai, que ansiedade. Espero que no final dê tudo certo. Não vou ter tempo de preparar outro. Rsrsrsrsrsrsr.😔
COBERTURA E DECORAÇÃO:
  1. Em uma batedeira, bata a manteiga com o açúcar e as gemas até formar um creme esbranquiçado.
  2. Junte o creme de leite e bata mais um pouco.
  3. Acrescente o coco ralado (opcional).
    Dica: Caso ache que a mistura ficou mole, deixe-a por 30 minutos a 1 hora na geladeira para firmar um pouco. Foi o que eu fiz. Por conta da alta temperatura climática da cidade onde moro, a manteiga fica mole rapidamente sendo necessário deixar a cobertura na geladeira para firmar um pouco. Pelo mesmo motivo usei apenas uma lata de creme de leite (sem soro).
  4. Desenforme o bolo no prato ou bandeja em que será servido. Tire o aro, coloque bandeja ou prato sobre o bolo, vire-o em um movimento único e rápido. Retire o fundo da forma e o papel manteiga. Dica: O bolo absorveu a calda colocada no dia seguinte. Ufa, que alívio! 😌 A parte superior ficou um pouco úmida, mas sequei o excesso com um papel toalha. Consegui desenformar o bolo sem traumas. Optei por deixar a parte superior para baixo e o fundo (que estava mais liso) para cima.
  5. Cubra o bolo com uma camada caprichada da cobertura. Não precisa ficar lisinho. Com o verso de uma colher eu arrepiei a superfície do bolo, deixando-a com alguns picos. Dica: Não usei a cobertura toda, fiquei com medo de que durante o trajeto até a casa de minha sogra, a manteiga da cobertura amolecesse novamente e escorresse.
  6. Decore com o coco ralado e as cerejas em calda. Dica: O ideal é usar coco ralado grosso. O que eu tinha era fino, mas não comprometeu o resultado final e nem o sabor.
    BOLO GELADO; bolo caseiro; bolo de coco; coco ralado; lanche; festa; sobremesa de coco
    BOLO GELADO; bolo caseiro; bolo de coco; coco ralado; lanche; festa; sobremesa de coco
  7. Mantenha o bolo na geladeira até o momento de servir.
Nem precisa de uma data especial para ser comemorada. Este bolo é um bom motivo para uma pequena reunião familiar ou de amigos.
BOLO GELADO; bolo caseiro; bolo de coco; coco ralado; lanche; festa; sobremesa de coco

Vejam como, mesmo sem recheio, o bolo fica bem molhadinho.
BOLO GELADO; bolo caseiro; bolo de coco; coco ralado; lanche; festa; sobremesa de coco

Hummm... que delícia! O meu pedaço eu já garanti. 😋😋😋 Tchau, tchau balança.  KKKKKKKKKK.
BOLO GELADO; bolo caseiro; bolo de coco; coco ralado; lanche; festa; sobremesa de coco

Espero que vocês tenham gostado da receita de hoje. Não deixem de fazer e compartilhar.
Se vocês fizerem esta receita, me enviem as fotos. Vou colocá-las na atualização do link. 
Beijocas a todos visitantes, amigos e familiares!!! 😚💋
BOM APETITE!!!
Obrigada pela visita. Um abraço carinhoso a todos.
                   Teresa Cintra