Translate

sexta-feira, 30 de maio de 2014

RECICLANDO MOLDURA DE PORTA RETRATOS

Depois da experiência com o porta retrato de madeira , onde fiz um trabalho de decoupagem, resolvi reformar outros.
Desta vez a técnica foi diferente. Os porta-retratos não são de madeira e sim de um material plástico. Sua moldura não é lisa, mas tem vários detalhes de entalhe. 
RECICLANDO MOLDURA
MATERIAIS NECESSÁRIOS:
  • Porta retrato 
  • Primer para pet
  • Tinta látex ou acrílica branca
  • Tinta acrílica da cor desejada
  • Tinta acrílica metálica na cor dourada
  • Pincel largo e fino
  • Verniz acrílico à base de água
  • Recipiente com água
  • Jornal ou outro forro para proteger a bancada de trabalho
  • Cola branca para artesanato.
PASSO-A-PASSO:
- Desmontar o porta retrato.





- Pintar toda a moldura do porta-retrato com primer para pet. Espere secar bem por 48 a 72horas.
- Pintar toda a moldura do porta retrato com a tinta látex branca. Se a cor original for muito escura (como era o meu caso) serão necessárias três demãos de tinta. Espere a secagem entre as demãos.




- Dê uma ou duas demãos intercaladas com secagem com a cor escolhida para o fundo. Ou se preferir deixe branco mesmo. Eu passei duas demãos de tinta acrílica marfim, intercalando período de secagem. 
RECICLANDO MOLDURA
- Com a tinta metálica dourada, eu dei alguns toques na parte com os detalhes. Achei que combinou bem com a cor marfim de fundo.


- Montar o porta-retrato. No porta-retrato maior o fundo precisou ser colado. Para isto, eu usei cola branca extra forte para artesanato. Deixei debaixo de vários livros durante a noite para garantir uma fixação completa. Já o porta-retrato menor, o fundo era de encaixe e não foi preciso colar.
- Passar uma camada de verniz acrílico a base de água para proteger a pintura. 
A técnica em si é fácil e rápida. O que demora um pouco são os períodos de secagem entre as demãos de tinta. É preciso paciência. Mas, isto faz parte do processo. Se você for do tipo impaciente, uma solução é usar um secador de cabelo. Confesso que eu usei. kkkkkkkkkkkkkkkkkk. Só não atropele a secagem do primer, senão a tinta não irá fixar no plástico.
- No porta-retrato abaixo eu só resolvi apenas limpar e passar um brilho extra. Para isto passei primeiro uma camada de primer para pet e esperei secar bem. Depois passei um verniz acrílico a base de água para proteger e deixá-lo com aspecto de novo. 
Agora é só escolher uma foto e pronto.
Vejam como ficou o trabalho finalizado. Gostaram?
RECICLANDO MOLDURA
No porta-retrato pequeno coloquei uma recordação de uma maravilhosa viagem em família.
RECICLANDO MOLDURAS
Obrigada pela visita e até o próximo trabalho.

BOA SORTE E SUCESSO NOS TRABALHOS!!!
 Este é o porta-retrato de madeira com decoupagem que menciono no início do artigo. A técnica pode ser visualizada no link abaixo.
http://teresacintra.blogspot.com.br/2014/04/porta-retrato-de-madeira-com-decoupagem.html

quinta-feira, 29 de maio de 2014

BORBOLETAS DE CHOCOLATE

Hoje acordei disposição em tentar algo novo. Algo que sempre admirei, mas nunca tinha feito anteriormente. Borboletas de chocolate para decoração. 
Mas, eu queria uma borboleta não muito fina e frágil, queria que fosse quase como uma barra de chocolate em forma de borboleta. Como não tenho forma de chocolate com este tema, teria que ser feita de próprio punho.
Como eu não tenho muita habilidade em desenho a mão livre, comecei procurando na internet alguns modelos. As opções são inúmeras, vejam algumas que eu selecionei.
DECORAÇÃO DE BOLOS
Imprimi uma folha para usar como modelo e comecei a separar o material. O tamanho vai de acordo com a finalidade da borboleta. 
Depois, eu fui providenciar os materiais e comecei a brincadeira.
MATERIAL NECESSÁRIO:
  • Chocolate meio amargo em barra
  • Chocolate branco em barra
  • Corante para chocolate (opcional)

MATERIAL DE APOIO:
  • Papel manteiga ou saco plástico
  • Desenhos impressos de borboletas
  • Saco plástico pequeno (aqueles usados para congelar polpa de frutas) ou saco de confeiteiro pequeno
  • Lápis
  • Tabuleiro ou assadeira

MODO DE PREPARO:
  1. Providencie e corte os desenhos. O tamanho do desenho irá depender da utilidade que será dada ao enfeite. Eu dobrei os desenhos no meio para dar movimento ao desenho e não ficar totalmente chapado.
    http://teresacintra.blogspot.com.br
  2. Coloque o plástico ou papel manteiga sobre o fundo de uma assadeira ou tabuleiro. Ou use uma tábua, prato... qualquer coisa que facilite o transporte das borboletas sem o risco de quebrá-las.
  3. Coloque o desenho por baixo do plástico, sobre a assadeira. 
  4. Derreta os chocolates em recipientes separados, faça a temperagem e coloque-os no saco pequeno. Como eu usei o chocolate fracionado, não fiz a temperagem. O ideal é preparar primeiro o chocolate que será usado para fazer o contorno do desenho.
  5. Com o chocolate meio amargo eu fiz o contorno do desenho e alguns detalhes no interior das asas. À medida que for terminando o contorno, mova o desenho para outro ponto para fazer mais borboletas.
    DECORAÇÃO DE BOLOS
    DECORAÇÃO DE BOLOS
  6. Para dar movimento às borboletas, eu usei alguns lápis posicionados debaixo do plástico. Você pode usar outra coisa no lugar, dependendo do ângulo que quiser dar às asas. Veja a foto abaixo:
  7. Levei o tabuleiro à geladeira para que ocorresse a cristalização do chocolate.
  8. Prepare o chocolate branco: derreta em banho-maria ou microondas, faça a temperagem e coloque em saco de confeiteiro ou plástico. Novamente, eu preferi usar o fracionado e não fiz a temperagem. Caso você queira pode adicionar corante para chocolate de acordo com o seu gosto. Eu optei por não usar. 
  9. Preencha o interior do desenho com o chocolate branco. Espere a começar endurecer e cubra-o com o chocolate meio amargo com o auxílio de uma espátula. O aspecto fica meio rústico, afinal eu não estava usando forma própria para chocolate. Mas este é o lado de baixo da borboleta. O lado que será visível, é o lado em contato com o plástico.
  10. Para facilitar, eu retirei os lápis e depois os reposicionei novamente. Retornei as borboletas à geladeira para completar a cristalização do chocolate e 
  11. Só depois de completamente endurecidas, retirei-as do plástico. 
    decoração com chocolate
  12. Use-as para decorar bolos, cupcakes, tortas ou simplesmente para degustá-las. 
A grande vantagem do chocolate é que você pode fazer estas borboletas com bastante antecedência. Para isto basta guardar as peças feitas em um recipiente com tampa, separadas por papel manteiga e em local fresco.
DECORAÇÃO DE BOLOS

http://teresacintra.blogspot.com.br

Como é bom fazer algo apenas pelo prazer de fazer sem nenhuma preocupação com tempo ou exatidão no efeito final. Era apenas uma experiência. Se desse errado, não tinha problema. Tentaria novamente em outro dia. E se desse certo seria o máximo. 

Naturalmente, que temos que levar em conta o fato da minha falta de habilidade em manusear o chocolate. Falhas eu sei que tem, mas para a primeira vez ficou bem interessante. Se a gente não tentar, nunca iremos dominar esta técnica. Tenho certeza que da próxima vez irei me sair melhor. 

O mais importante é não deixar para fazer de última hora. Se você não tem prática, tire uma manhã ou tarde para tentar. É mais fácil do que parece, mas apenas com a prática o resultado ficará perfeito. 

Por conta do lápis debaixo do corpo da borboleta, as asas adquiriram um movimento como se estivessem voando. Achei que ficou bem interessante. 

Outra ideia é fazer borboletas vazadas, apenas com o corpo, o contorno e algum detalhe das asas. Neste caso, as borboletas ficaram mais singelas e delicadas. É necessário que as linhas do contorno sejam grossas o suficiente para não se romperem ao serem retiradas do papel.

Você ainda pode tentar silhuetas de flores e outros animais. 

Ou como último recurso você pode usar aquelas formas de silicone com o tema de borboletas, mas aí elas não serão únicas. 

O que vocês acharam? Gostaram?
decoração com chocolate
Uma alternativa para não usar o chocolate é usar o glacê real para o contorno e detalhes e o glacê fluido para preencher o interior. Neste caso use corante alimentício em gel.
BOM APETITE!!!
                                                Um abraço carinhoso a todos os meus amigos e visitantes,
                   Teresa Cintra

segunda-feira, 26 de maio de 2014

PÔR-DO-SOL

A natureza tem momentos que dispensa palavras, requer apenas contemplação e nada mais.
Mas, o espírito grita e se manifesta diante de tanta exuberância. Como ficar calado diante de tamanha beleza e força?
pensamento; opinião; fotos por de sol; Recife

pensamento; opinião; fotos por de sol; Recife
"prazer
de pura percepção
os sentidos
sejam a crítica
da razão"
    Paulo Leminski...
pensamento; opinião; fotos por de sol; Recife

pensamento; opinião; fotos por de sol; Recife

pensamento; opinião; fotos por de sol; Recife
É a criação divina em todo o seu esplendor e magnitude.
E por alguns minutos a paz nos envolve e embala.
Felizes nos rendemos.
                 TCintra
pensamento; opinião; fotos por de sol; Recife
"A felicidade está onde o coração encontra repouso."
                              Provérbio Navajo.

BOLO DE MILHO VERDE

Esta é uma daquelas receitas, simples, rápida e deliciosa.
Até pode ser simples de fazer, mas faz uma parceria perfeita com um cafezinho bem quentinho e feito na hora. Este bolo torna a hora do lanche algo especial. Uma grata surpresa em sabor e textura.
BOLO DE MILHO
INGREDIENTES:
  • 1 lata de milho verde escorrida (isto é, sem o líquido)
  • 2 xíc/chá de açúcar comum (refinado ou cristal)
  • 1 xíc/chá de óleo de milho ou outro (menos um dedo)
  • 1 e 1/2 xíc/chá de leite  
  • 3 c/sopa de queijo parmesão (opcional)
  • 4 ovos inteiros
  • 3 c/sopa de manteiga ou margarina com 80% de lipídios sem sal (bem cheias)
  • 2 xíc/chá de flocão de milho (aquele flocão que faz cuscuz de milho)
  • 1 c/sopa de fermento em pó
  • 1 pitada de sal (opcional. O milho em lata e o queijo parmesão já são salgados)
·         MODO DE PREPARO:
  1. Pré-aqueça o forno a 180ºC. Bata todos os ingredientes (menos o fermento e o parmesão) no liquidificador, até ficar uma mistura bem homogênea. Coloque primeiro os líquidos e o milho escorrido e depois acrescente os secos. Isto força menos o liquidificador.
  2. Desligue o liquidificador e acrescente o fermento e o queijo parmesão, mexendo com uma colher para misturar bem. 
  3. A massa fica mole, mas lembre-se que o flocão de milho irá absorver parte do líquido. Não se assuste.
  4. Coloque a massa em uma forma untada e polvilhada com farinha de trigo.
  5. Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC. O tempo total para assar o bolo varia de 40 a 50 minutos, de acordo com o forno usado. Se o forno estiver desregulado pode levar um pouco mais de tempo. Faça o teste do palito antes de desligar do forno. Se o bolo ainda estiver cru, mas as laterais e superfície já estiverem douradas, cubra a forma com papel alumínio para terminar de assar o bolo sem queimá-lo.
  6. Deixe esfriar sobre uma grade antes de desenformar.
Sirva no lanche ou no café da manhã com um delicioso cafezinho.
BOLO DE MILHO
Variação: 
Bolo de milho verde com coco: Se você preferir, substitua o queijo parmesão por coco ralado e parte do leite por leite de coco. Acho que com apenas o leite de coco fica mais suave e o milho mais presente, mas isto é uma questão de paladar e gosto pessoal. 
Bolo de milho verde com iogurte: Substitua meia xícara de leite por um pote de iogurte natural (150ml).
Bolo de milho verde com goiabada: Faça como a receita pede e depois que desligar o liquidificador, junte o queijo parmesão e goiabada picada em cubinhos em quantidade a gosto.
BOM APETITE!!!
Um abraço carinhoso a todos vocês. Obrigada pela visita.
                   Teresa Cintra

domingo, 25 de maio de 2014

Que passe a copa e venha a eleição!!!

A cada dia eu me sinto mais assustada com as velhas "novidades" estampadas nas manchetes de revistas e jornais de meu país. 


E chego a uma conclusão que deveria ser feliz, mais é muito triste: O Brasil realmente é um país rico. 

E por que ser um país rico é triste? A resposta é simples, esta riqueza não pertence ao povo, sequer pertence à classe média. Vivemos acuados em nossas casas, sem segurança, sem saúde, sem educação (quem quiser que pague a sua) e sem acreditar no futuro.
E onde está riqueza? Nas mãos dos que roubam. Alguns ladrões usam armas em punho, outros são mais sorrateiros e cheios de lábia usam colarinhos brancos e um belo sorriso de quem tem ciência da impunidade que o acolhe e incentiva a novos desmandos. 
Roubam e roubam, continuam a roubar e ainda tem o que roubar. E a classe média (os roubados) apenas contemplando o horizonte na esperança de um futuro mais honesto e decente para nossos filhos, sem coragem para reagir. 
Os protestos viraram oportunismo de ladrões e bandidos para destruir patrimônios e bens públicos e com isto tirar a força e coragem de um povo cansado de exploração, demagogia e falsas promessas. 

Os únicos protestos remanescentes parecem ocorrer mais por questões políticas do que sociais. Protestos recheados de violência e destruição que não representam a opinião e muito menos a postura da maioria da população brasileira. 
Há dias que me sinto prisioneira em meu próprio lar, sem coragem de sair com medo da bandidagem que circula livre e impunemente pelas ruas. Tranquilidade eu só sinto quando estamos todos em casa, presos e confinados.
E o povo segue carente de saúde, segurança, EDUCAÇÃO e patriotismo. É o verde/amarelo desbotando em nossa alma.
Este é o nosso país de hoje e será o de amanhã se não houver uma verdadeira mudança.

BASTA!!!
A hora de mudar está chegando, e virá na forma de uma singela URNA.
Hora de deixar as brincadeiras, o voto de protesto, o voto em branco ou o voto nulo de lado. Nada disto trará mudanças necessárias. 
A hora é de decisão consciente e real. O voto de cada cidadão é importante.
Vamos gastar um pouco de nosso tempo e pesquisar "quem" são estas pessoas que nos representam. A quem estamos dando o direito de decidir por nós. Fácil? Nunca diz que seria. Mas, desistir? Isto nunca.
Vamos votar e mudar a cara do futuro de nosso amado país.
Será?
Já li em vários lugares a possibilidade de "trambique" nas urnas eletrônicas. Era só o que faltava. E como conferir se não tem impressão em papel? Difícil, né?
Mas, temos que tentar e pensar que ainda tem salvação. 
Precisamos acreditar que existe uma solução.
Quero crer que esta solução será o meu e o seu voto.
Quero acreditar que o meu voto será respeitado e válido. 

QUERO ACREDITAR QUE ESTE PAÍS TEM SOLUÇÃO. QUE O PAÍS DO FUTURO NÃO SEJA APENAS UM SONHO, UM DESEJO, MAS UMA REALIZAÇÃO. PARA ISTO PRECISAMOS TOMAR VOZ E NOS POSICIONARMOS. 

Enfim...
.......Que passe a copa e venha a eleição!!!



POR UM PAÍS MELHOR, TEMOS QUE MUDAR!!!
(As fotos aqui postadas foram tiradas da internet, não são de minha autoria. Caso alguém se sinta prejudicado ou queira seu nome vinculado às suas fotos, é só postar um comentário abaixo.) 

quarta-feira, 21 de maio de 2014

TORTA DE CHESTER ou FRANGO COM CATUPIRY

Sempre que sobra carne de chester ou frango, eu logo imagino uma deliciosa torta para o lanche.
Uma nova roupagem nas sobras do almoço ou jantar, muda totalmente a apresentação e o paladar do prato. A gente nem lembra o que era inicialmente.
Naturalmente que você pode cozinhar a carne do frango com este objetivo. Neste caso eu sugiro que você substitua a água gelada da massa por caldo do cozimento coado.

INGREDIENTES:
MASSA:
  • 2 e 1/2 xíc/chá de farinha de trigo
  • 4 c/sopa de manteiga
  • 1/2 c/sobremesa de sal (ou 1 c/sopa de queijo parmesão ralado)
  • 6 c/sopa de água gelada (ou caldo do cozimento do frango gelado) = 90ml
  • 1 c/sopa de amido de milho
  • 1 ovo
  • 1 gema para pincelar (opcional)
RECHEIO:
  • 2 x;íc/chá de frango cozido e temperado, desfiado
  • 2 c/chá de azeite ou óleo
  • 1 cebola picada
  • 1 lata de ervilha escorrida
  • 1 lata de milho verde escorrida
  • 250g de catupiry ou 1 copo de requeijão
  • 4 c/sopa de parmesão ralado grosso
  • Cebolinha picada a gosto
  • Pimenta do reino a gosto
  • Sal se necessário
  • Creme de leite se necessário
TORTA DE FRANGO
MODO DE PREPARO:
MASSA:
  1. Em uma vasilha coloque a farinha, o amido e a manteiga.
  2. Junte o ovo.
  3. Aos poucos acrescente a água gelada.
  4. Por último acrescente o sal ou o queijo parmesão. Misture bem até ficar uma massa homogênea.
  5. Abra a massa e forre o fundo e lateral de uma forma desmontável.
  6. Fure o fundo da massa com um garfo em vários pontos.
RECHEIO:
  1. Em uma panela coloque o azeite e refogue a cebola até ficar transparente. 
  2. Junte o chester, a ervilha e o milho verde. Misture tudo.
  3. Deligue o fogo e acrescente o requeijão e a cebolinha picada.
  4. Tempere com pimenta-do-reino.
  5. Se estiver muito grossa, junte um pouco de creme de leite para amolecer um pouco. A torta ainda vai ao forno para assar.
  6. Prove e veja se precisa de mais sal. Lembre-se que o chester, as ervilhas e o milho verde já são salgados.
  7. Despeje a mistura sobre a massa e polvilhe com queijo ralado grosso.
  8. Com um garfo faça o detalhe na borda da massa. Decore a gosto. Aqui foi colocado apenas um coração de massa no centro da torta. Se desejar passe gema de ovo na borda e nos enfeites para dourar. Eu optei em não usar.
  9. Assar em forno pré-aquecido a 180ºC por 30 a 40 minutos.
TORTA DE FRANGO
Eu prefiro a torta assim, sem a cobertura de massa. Acho que fica mais saborosa. O queijo polvilhado fica gratinado e forma uma capinha deliciosa. Mas, se você preferir pode fazer um pouco mais de massa para fazer a tampa superior da torta. Tipo empadão. 
TORTA DE FRANGO
O recheio pode ser variado a seu gosto. Tire ou acrescente ingredientes. Azeitona no lugar da ervilha, atum no lugar do chester ou frango.Se quiser um pouco mais de cor, que tal pimentão vermelho em quadradinho? Use sua imaginação.
Outra ideia legal é fazer mini tortinhas usando as forminhas de empada ou de pão-de-mel.
Espero que vocês tenham gostado da receita de hoje. 
BOM APETITE!!!
Obrigada pela visita. Um abraço carinhoso a todos.
                   Teresa Cintra