Translate

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Charles Chaplin.



"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos."
                  
                                                     Charles Chaplin.



quinta-feira, 22 de agosto de 2013

JARDINAGEM - ROSA DO DESERTO

ROSA DO DESERTO ou ADENIUM


Em uma exposição de flores, acontecida há alguns meses atrás, encantei-me com esta rosa, que pra mim mais parece uma flor que propriamente uma rosa. Mas, enfim, comprei uma pequena muda.

Não sabia nada da referida planta, sequer se iria se adaptar em meu apartamento, afinal é uma planta típica do deserto.

Após algumas pesquisas no google, fiquei mais confiante.

A Rosa do deserto é também conhecida como Lírio impala ou Adenium obsesum. Seu tronco ou caule é engrossado na base, local onde armazena água e nutrientes.
É uma planta que não tolera o frio intenso (temperaturas abaixo de 10ºC) e nem solos encharcados.

Sua floração tem uma variedade de cores, indo do branco ao vinho escuro. A minha é rosa. Estou ansiosa para ver a primeira florada.

Vamos deixar a conserva de lado e ir ao que interessa: o plantio de minha muda em um pequeno vaso. 

Para isto irei precisar de alguns materiais:

- Vaso um pouco maior que o atual e com furo para drenagem d’água;
- Ferramentas para jardinagem;
- Argila expandida, pedras ou pedaços de cerâmica quebrada;
- Manta de bidin (feltro impermeabilizante encontrado em lojas de construção) ou tela de jardinagem;
- Terra, húmus, terra vegetal e areia;
- Regador com água.

PASSO A PASSO:

- Separe todo o material; 

- Prepare o vaso para receber a muda:
  • Coloque pedras, ou argila expandida no fundo para fazer uma boa drenagem da água. Como não tinha argila expandida, coloquei uma boa quantidade de pedrinhas.
  • Coloque sobre as pedras a manta de bidin. Como estou tento dificuldades de encontrar o material próprio em Recife, adaptei uma tela de nylon.
  • Misture as terras com a areia e coloque no vaso. Não encha totalmente, deixe uma altura adequada para receber a muda. Não sove a terra ou irá dificultar a drenagem.
  • Retire a muda do vaso original com cuidado. Use uma ferramenta para soltar lateralmente.


  • Centralize a muda no vaso e complete com a mistura de terra e areia.

  • Regue a muda com parcimônia.
Alguns cuidados necessários à manutenção da muda:
  1. A operação de troca de vaso, deverá ocorrer a cada 2 ou 3 anos. Seu crescimento é lento e não vale a pena coloca-la em vaso grande logo no início.
  2. Fertilização: Use uma fórmula específica de floração que contenha mais fósforo que nitrogênio. Com relação à frequência siga as orientações do fabricante.
  3. Irrigação: deve ser a intervalos esparsos e regulares. Não tolera solo encharcados, mas não se deve deixa-la muito tempo sem regas.
  4. Sol: Requer sol pleno ou meia sombra. Sua floração é mais abundante se exposta ao sol pleno.

Estou bem animada com minha muda. Espero que ela se adapte bem ao clima do nordeste. Apesar de muito sol, a umidade do ar é alta e no inverno temos muitas chuvas. Já vi que vou ter que ficar correndo de um lado para outro com minha mudinha. Ora na varanda quando estiver com sol pleno, ora em minha sala de estar quando estiver chovendo. kkkkkkkkkkkkk. Acho que arrumei uma filhinha adotiva. kkkkkkkkkkkkkkkk.
Depois de alguns meses..., vejam a primeira florada de minha Rosa do deserto. Uma única flor, mas já é um começo. 

jardinagem; ROSA DO DESERTO, ADENIUM; plantas em varanda
A flor lembra um trompete e é muito delicada.

jardinagem; ROSA DO DESERTO, ADENIUM; plantas em varanda

jardinagem; ROSA DO DESERTO, ADENIUM; plantas em varanda

Atenção: segundo descobri em minhas pesquisas, a seixa desta planta é tóxica. Então cuidado no manuseio e podas. Quem tiver crianças pequenas, devem ter cuidado redobrado.

Quer saber um pouco mais? Veja o link abaixo:


Gostaram? Eu simplesmente estou muito empolgada. A maior dificuldade é controlar as regas e algumas pragas que volta e meia aparecem. 

É um aprendizado a cada dia, a cada muda, a cada planta. Muito booooommmmm.

ATUALIZAÇÃO (17 mar 2014):
Depois de alguns meses, minha mudinha cresceu floriu e refloriu. Ela está em uma ótima fase. Resolvi postar algumas fotos atualizadas para registrar este desenvolvimento. Estou ansiosa para que as flores abram. Prometo postar uma foto quando isso ocorrer. E aí, o que acharam?  
Mil bjs à todos.
jardinagem; ROSA DO DESERTO, ADENIUM; plantas em varanda

jardinagem; ROSA DO DESERTO, ADENIUM; plantas em varanda

jardinagem; ROSA DO DESERTO, ADENIUM; plantas em varanda
jardinagem; ROSA DO DESERTO, ADENIUM; plantas em varanda

jardinagem; ROSA DO DESERTO, ADENIUM; plantas em varanda

BOA SORTE e SUCESSO NOS TRABALHOS!



terça-feira, 20 de agosto de 2013

BOLO DE LARANJA

Resolvi fazer um bolo e queria sair do tradicional bolo de chocolate, que é a preferência de meus filhos.
Hoje o bolo será de laranja e já está no forno.
O cheiro está maravilhoso. 
Vejam a receita:
INGREDIENTES:
- 250gr de margarina sem sal (ou manteiga sem sal);
- 2 1/2 xícaras (chá) de açúcar;
- 4 ovos;
- 1 colher (sopa) de fermento químico;
- 3 xícaras de farinha de trigo sem fermento;
- 1 xícara (chá) de suco de laranja;
- 1/2 colher (chá) de raspa de casca de laranja.

Obs: se for usar farinha de trigo com fermento, é só lembrar de não colocar mais fermento.
MODO DE PREPARO:
  • Pré-aqueça o forno a 200ºC.
  • Bata as claras em neve e reserve.
  • Coloque a margarina, açúcar e gemas na batedeira e bata bem. Até ficar uma mistura homogênea e esbranquiçada.
  • Acrescente o suco de laranja e a raspa da casca. Misture.

  • Coloque a farinha de trigo e o fermento. Misture.
  • Por último acrescente as claras em neve. Misture fora da batedeira com uma colher de pau. Vá envolvendo a massa com as claras delicadamente.

  • Coloque a mistura em uma forma untada e enfarinhada.
  • Acomode a massa batendo levemente com a forma na bancada.
  • Leve ao forno pré-aquecido até assar e dourar, mais ou menos 30 a 40 minutos. Coloque a forma ou o tabuleiro no centro do forno, a fim de distribuir o calor por igual. 
  • Coloque um tabuleiro na prateleira de baixo para colocar água. O vapor dentro do forno diminui o risco de queimar o fundo. E, o tabuleiro apara a massa se ela transbordar. Facilita muito a limpeza. 
  • Diminua a temperatura do forno quando o bolo estiver assado e começar a dourar. Assim, você irá evitar que o bolo se queime.
  • Desenforme depois de frio.
Durante o processo de cozimento percebi um cheiro de queimado. 
- Socorro!!!! Meu bolo não! 
Ah não, o cheiro estava tão bom.
Corri e... ufa, o bolo cresceu bastante e transbordou lateralmente. Foi isto que queimou e não o bolo. 
Ainda bem que coloquei um tabuleiro embaixo antes, rsrsrsrsrrsrsrsrs.

Fiquem atentos. Cada forno tem suas manhas, o meu além de tudo está desregulado e precisando de um substituto. kkkkkkkkkkkkkk. 

Fiquei afobada com o cheiro de queimado e abri o forno antes da hora. Resultado, meu bolo que tinha crescido bastante, murchou no meio. Que pena, mas,...enfim,...o que importa é o gosto. 
Não ficou muito bonito, mas modéstia à parte, ficou fofinho e muito gostoso. Eu não mentiria para vocês. kkkkkkkkkkkkkk.
O próximo fica melhor. 
Nada melhor que um bolo de laranja para um lanche no final da tarde. 
Que tal um chá ou um cafezinho com uma fatia de bolo?

BOM APETITE!!!
-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
ATUALIZAÇÃO: 28 DE AGOSTO DE 2014
Meu forno estava desregulado, mas passou por uma revisão geral. Agora está dentro do padrão de meus leitores, vocês. Nem precisei trocá-lo.
Como adoro esta receita, resolvi repeti-la e postar novas fotos.
A receita é a mesma, mas com o forno regulado, vejam a diferença:
BOLO CASEIRO

BOLO CASEIRO
Cresceu bem e manteve a forma mesmo depois de desenformado.
BOLO CASEIRO; LANCHE;
E o sabor.... Hummm, delícia.
BOLO CASEIRO; LANCHE;

Se você ainda não fez, faça. Esta receita é maravilhosa e agrada bastante. 

Faça uma calda de laranja para acompanhar o bolo e deixá-lo mais molhadinho:
  • Suco de 2 laranjas
  • 4 c/sopa de açúcar

Misture os dois ingredientes e leve ao fogo apenas para dissolver o açúcar. A calda deve ficar fina. Despeje a calda sobre o bolo desenformado.

Outra opção é fazer uma calda ou cobertura de chocolate. Sempre dá certo.


NOVA ATUALIZAÇÃO: 09 FEV 2015
BOLO DE LARANJA COM CALDA GROSSA DE CHOCOLATE:
BOLO DE LARANJA COM CALDA DE CHOCOLATE; BOLO CASEIRO

BOLO DE LARANJA COM CALDA DE CHOCOLATE

Receita da calda de chocolate:
1/2 xíc/chá de leite
1/2 xíc/chá de chocolate a 50%
1/2 xíc/chá de açúcar
   Coloque tudo em uma vasilha e leve ao fogo até engrossar. Deixe esfriar e derrame sobre o bolo pronto.

Beijos e obrigada pela visita!


Mário Quintana


O que mata um jardim não é o abandono.
O que mata um jardim é esse olhar vazio
de quem por ele passa indiferente.

(Mário Quintana)






sexta-feira, 16 de agosto de 2013

ARRANJOS DECORATIVOS

CONCHAS, AREIA E CACTOS

- COM CONCHAS E AREIA:

Geralmente, quando se fala em arranjos decorativos pensa-se em flores naturais ou artificiais.
Mas por que não sair do comum e fazer algo novo?

Uma boa ideia é usar lembranças de viagens ou passeios e agrupá-los de maneira harmoniosa e charmosa. Por que não conchas?

Em minhas idas à praia, catar conchinhas sempre foi uma terapia. Cada qual com suas características próprias. Tamanho, cores e formas variadas. Difícil resistir. Sempre voltava com um pouco do mar na bagagem, que terminava em um saquinho dentro do armário. Juntava algumas conchas, em uma terapêutica atividade nas praias, e depois não sabia o que fazer com elas.

Até que resolvi expô-las.

Como?

Em um arranjo decorativo bem simples, fácil e barato.

Como base, pode ser usado uma travessa, um prato, uma caixa, ou um vaso. No mais é só brincar com a imaginação e ir tentando a melhor disposição.

Para isto usei:
- Conchas variadas (catadas na praia ou compradas como lembranças);
- Areia branca;
- Vaso de vidro (quadrado e baixo);
- Protetores de feltro ou silicone.

Preparo do arranjo:
  • Limpei o vaso, tirando todas as manchas.
  • Colei os protetores de feltro ou silicone na base do vaso. Importante para proteger o móvel que receberá o arranjo de possíveis arranhões.
  • Coloquei a areia. Crie um movimento, sem deixar que fique toda no mesmo nível.
  • Arrumei as conchinhas distribuindo-as sobre a areia. Coloquei algumas parcialmente enterradas e outras totalmente expostas. Neste momento crianças e adultos adoram ajudar. Uma boa oportunidade para uma atividade em conjunto. kkkkkkkkkkk.
ARRANJOS DECORATIVOS NATURAIS; DECORAÇÃO, ARTESANATO; DECORANDO COM CONCHAS E AREIA
ARRANJOS DECORATIVOS NATURAIS; DECORAÇÃO, ARTESANATO; DECORANDO COM CONCHAS E AREIA
Prontinho!

Agora é só colocar no lugar escolhido para receber o enfeite.
Pode ser em uma mesa de centro, um móvel de apoio, na bancada do lavabo, no hall de entrada, ou mesmo na mesa de jantar.
ARRANJOS DECORATIVOS NATURAIS; DECORAÇÃO, ARTESANATO; DECORANDO COM CONCHAS E AREIA


Viram como é ultra fácil?

E o material é bem em conta.

E o melhor é que fica lindo. Mesmo não sendo uma ideia original, o arranjo é único pelas conchas tão diferentes umas das outras. O ambiente fica com um toque pessoal cheio de boas lembranças, sem cara de loja. 


- COM CACTOS:

Gosto de percorrer as feiras de artesanato, tanto de Recife como nas demais cidades que visito. Sempre tem algo interessante que podemos aproveitar na decoração de nossa casa.

Não precisa ser algo caro ou muito original. Mas, tem que ser alguma coisa que combine com você e sua família.

Sempre gostei daquelas esculturas de pequenas casinhas agrupadas, em pedaços irregulares de madeira. Não resisti e comprei. 

Depois do impulso da compra, hora de pensar na melhor maneira de uso da peça. 

Não demorei para encontrar a resposta.

Tinha um vaso com cactos que faltava alguma coisa. Talvez novas mudas de cactos ou suculentas. Hum, acho que um pouco de cor não seria nada mau. 

Então usei minha pequena escultura de casinhas. Gostei do resultado final. Confiram:
ARRANJOS DECORATIVOS NATURAIS; DECORAÇÃO, ARTESANATO; DECORANDO COM CACTOS
ARRANJOS DECORATIVOS NATURAIS; DECORAÇÃO, ARTESANATO; DECORANDO COM CACTOS


Os cactos podem ser regados normalmente, sem medo de estragar a escultura. Ela está sobre as pedrinhas e como as regas dos cactos são pouco frequentes, não há a menor chance de danos. 
ARRANJOS DECORATIVOS NATURAIS; DECORAÇÃO, ARTESANATO; DECORANDO COM CACTOS
ARRANJOS DECORATIVOS NATURAIS; DECORAÇÃO, ARTESANATO; DECORANDO COM CACTOS

Se você for fazer o arranjo com cactos, basta o vaso de vidro baixo, terra arenosa, mudas de cactos ou suculentas, pedrinhas para enfeitar e o que quiser agregar ao arranjo. 

Os dois exemplos acima são fáceis de fazer e duráveis. Quando quiser mudar a decoração é só alterar os vasos de lugar ou agregar novos elementos. São bem versáteis. 

Então, gostaram? 

O que estão esperando? Mãos à obra e divirtam-se.
BOA SORTE e SUCESSO NOS TRABALHOS!