Translate

sábado, 17 de fevereiro de 2018

LEIRIA, PORTUGAL

Continuando a viagem por Portugal, ... 🚗🚗🚗
Saímos de Coimbra após o café-da-manhã e pegamos a estrada com destino a Lisboa.
... 🚗🚗🚗 ....
Mas, no caminho, iremos dar uma paradinha rápida em Leiria, sem pernoitar.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
A cidade fica a cerca de 76,7 km (50 min) de Coimbra e 150 km de Lisboa. Era junho de 2017 e percorremos por uma estrada larga, bem sinalizada e conservada. Um tapete de asfalto. O número de carros era relativamente inexistente, mas não descuidem da velocidade máxima. Ligue o GPS, redobre a atenção às placas no caminho e deixe o pé do acelerador leve.
Esta cidade não é um destino que costuma entrar nos roteiros de viagem em Portugal.
E por que parar lá? Esta é talvez a maior vantagem de viajar fora de pacotes turísticos. Fazer seu próprio roteiro e conhecer novas alternativas de passeios e cidades. Naturalmente que pesquisamos antes de nos aventurarmos e descobrimos que por lá tem um antigo castelo medieval. 🏰😍 
Não resistimos, era imperativo conhecer o Castelo de Leiria. (😄😄😄)
Como era uma parada rápida, procuramos focar no nosso objetivo, visitar o fabuloso Castelo de Leiria. Deixamos o carro em um estacionamento, na parte baixa da cidade.
Impossível não registrar o que encontramos próximo ao local do estacionamento.
 O Estádio Municipal Dr. Magalhães Pessoa, construído em 2003, para a Euro 2004. Além do campo de futebol, possui pista de atletismo. Não dá como não ver. Um projeto bem colorido e imenso ao pé do morro do castelo. Superdimensionado, depois da Euro 2004, sua ocupação em dias de jogos de futebol, outras modalidades esportivas e eventos culturais, não condiz com o investimento aplicado. Como brasileira sei bem como o povo se sente. Algo parecido com os sentimentos gerados nas construções dos estádios para a Copa do Mundo (2014) e para os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro (2016). Hoje estas construções são verdadeiro elefantes brancos.
A foto abaixo, conseguimos ao subir o morro.
estádio municipal de Leiria; viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
 Estátua de Rui Patrício em bronze e com seis metros de altura, quase 4 toneladas de peso, na Rotunda do Estádio. Uma homenagem da cidade ao seu mais famoso filho, o goleiro (guarda-redes) Rui Patrício. No momento final da Euro 2016, Rui, realizou a defesa decisiva no resultado e favorecendo a Seleção de Futebol Portuguesa. A estátua imortaliza este momento decisivo. 
estátua de Rui Patrício; viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
 Complexo Municipal de Piscinas (junto ao Estádio de Futebol)Além de eventuais competições, o espaço é usado por adultos e crianças que querem aprender ou praticar natação ou simplesmente como forma de lazer.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
 A rotunda próxima a estas construções forma uma simpática e bem cuidada praça circular. Um mimo no centro da cidade.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
E lá está no alto do morro o motivo de nossa visita em Leiria. 
O Castelo de Leiria, de 1135, ocupa o ponto mais alto da cidade, no cimo de um morro, que muitos afirmam se tratar de um vulcão adormecido. Este fabuloso castelo medieval domina a paisagem em qualquer ponto da cidade da cidade.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
Há quem garante que as primeiras pedras usadas na construção do castelo eram da antiga cidade romana que por lá existia. 
Acesso com subida bem íngreme a partir do ponto em que estávamos, exigiu muito da parte física. (Ufa!!! Preciso retornar rapidamente às aulas de "pilates"). É possível subir de carro e estacionar bem próximo da entrada principal, basta procurar a torre sineira da Igreja da Sé. Fato que só descobrimos depois. 😔😔😔
Pelo nosso caminho, seguimos por ruelas estreitas, sempre subindo.
Realmente, pegamos o caminho mais longo e tortuoso. Chegamos em uma espécie de Parque Verde na encosta do Castelo.
Um lugar bonito com uma rica flora nativa, mas ficamos um pouco inseguros pela inexistência de outras pessoas no local. A região estava abandonada e sem placa de orientação.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
É bem verdade que esta subida nos proporcionou lindas e maravilhosas vistas da cidade.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
Enfim, encontramos um transeunte (visivelmente surpreso por nos encontrar) que nos orientou sobre o melhor caminho a ser seguido. Caminho que nos levou ao que parecia a entrada do Castelo. Novo engano, era o acesso para a área que circunda o castelo, conhecido como Porta Norte ou Porta dos Castelinhos. Não é a entrada usual para o Castelo, mas servia para o mesmo propósito. Então ..., seguimos adiante.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
A Porta Norte, marca o início das muralhas romanas de Leiria que, bem antes de 1152, protegiam um perímetro de aproximadamente 5 hectares. Bem, pelo menos estamos no caminho certo. 😁😁😁
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
Ultrapassamos a Porta dos Castelinhos e seguimos a muralha, ou o que sobrou dela, em direção ao castelo. 
Só um pouquinho da história pesquisada para entrar no  clima e voltar no tempo: Foi dentro destas muralhas que a cidade foi formada. No início apenas uma vila, a Vila de Lis. A Vila de Lis foi elevada à condição de cidade por D. Manuel I, em 1545, passando a ser chamada de Leiria. Atualmente, é a capital do distrito de Leiria, localizada no centro do país, próxima do litoral, com cerca de 63.000 habitantes no perímetro urbano e 126.897 habitantes em todo o município (censo 2011, pesquisado no Google). 
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
No caminho algumas surpresas delicadas e agradáveis. É a natureza dando as boas vindas aos visitantes. Uma boa oportunidade para parar, apreciar e recuperar o fôlego. Quando voltar ao Brasil, vou reiniciar o "pilates". Acho que já falei isto. kkkkkkkkkk.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
Agora sim, chegamos à porta principal de acesso ao Castelo, a Porta da Albacara. Inicialmente, o castelo foi construído para ser fortaleza e com o passar dos anos, passou a ser usado como Palácio Real.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
Ao atravessar a porta principal você adentra nos jardins do castelo. Uma ampla área com árvores, flores e vários caminhos.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
Assim que passar a Porta Albacara, à sua esquerda e rente à muralha interna, fica a Casa da Guarda. Uma construção pequena e pitoresca de 1915. Foi feita para trabalhos de restauração e hoje funciona como bilheteira e loja de souvenir. É lá que os ingressos para a visitação são adquiridos. Pagamos apenas 4,20 € por duas entradas. Eu achei barato.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
Entrando, façam o caminho que lhes aprouver, ou simplesmente sigam o mapa do folheto do Castelo. Subam  nas passarelas das muralhas e vejam a vista lá de cima. Circule o máximo possível. Andar pelas muralhas é uma experiência única. Só não acho aconselhável para crianças pequenas, pessoas com vertigens ou limitações físicas. O acesso é precário e não há cercas nas passarelas, requer atenção redobrada no percurso.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
Este Castelo já passou por várias reformas para ampliação, manutenção e recuperação. Como quando a fortaleza passou a abrigar a monarquia portuguesa, sendo construído um Palácio Real em seu interior. Ou para se recuperar de diversos cercos durante várias guerras travadas no decorrer dos tempos. Ou por conta de terremotos uma vez que a cidade fica em uma zona de risco sísmico significativo. Pelo menos nada ocorreu durante nossa curta passagem pela cidade.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
A maior parte das dependências do Castelo estão em ruínas e criam um ar fantasmagórico. Ah, se estas pedras pudessem falar, o que contariam? Com certeza guardam muitas histórias não contadas.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
A Torre de Menagem, é a torre mais alta do Castelo, com 17 metros de altura e foi construída em 1324, por D. Dinis. Esta torre foi utilizada como prisão desde meados do Séc. XIV até a segunda metade do Séc. XVIII.
Tem hora que você se sente perdida no meio do passeio, aí é só consultar os vários mapas colocados em frente a cada construção e se localizar.
No interior da Torre de Menagem fica um pequeno museu com exposição de vestimentas e artefatos utilizados no período medieval do Castelo.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
Se você quiser uma vista panorâmica da cidade e do próprio Castelo, suba até o terraço superior da Torre de Menagem. Uma das poucas construções totalmente remodelada e segura para visitação. A vista é imperdível!!!
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
Vista da Torre de Menagem sobre o castelo e parte do centro histórico da cidade. No castelo podemos identificaas ruínas da Igreja de Santa Maria da Pena, encobrindo parcialmente a torre dos sinos, à esquerda. À direita as ruínas dos Passos novos ou do Castelo propriamente dito.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
No que diz respeito ao centro histórico de Leiria, destaque especial para a torre sineira da Sé de Leiria e a própria Sé. É estranho ver a Catedral sem sua torre que foi construída à parte. Estranho, mas é isto mesmo. Vejam no detalhe da foto abaixo. Segundo nos informaram (no final do passeio), a Torre Sineira da Sé, em estilo barroco, é uma referência para o acesso até a entrada principal do castelo, onde tem uma área externa para estacionamento. Um caminho em declive, mas totalmente calçado. Será o nosso caminho de saída. Se é o caminho mais fácil para o acessar o castelo na subida, a descida será bem mais tranquila. Afinal, descer é sempre mais fácil. 😊😊😊😊
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
Descendo a Torre de Menagem, passamos pela entrada da Igreja de Santa Maria da Pena, primeiro templo religioso da cidade, século XII. Interessante o portal ogival que demarca a entrada principal da igreja. Entrada que fica na lateral da construção. Normalmente, as entradas das igrejas católicas ficam na parede contrária à nave principal, de maneira que, ao adentrar no recinto, você possa ver o altar-mor. Tradição não seguida nesta construção. Interessante e peculiar.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
A Igreja da Pena, possui uma única nave em formado retangular e capela-mor em estilo gótico. Atualmente, está totalmente sem cobertura, móveis e outras decorações religiosas. Só restaram as paredes que demarcam o local. 
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
Últimos clicks ao sair do Castelo. Dá vontade de clicar cada cantinho para guardar como recordação.
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal;
Se você tiver um pouco mais de tempo, não deixe de visitar a Sé Catedral de Leiria. Infelizmente, nós ultrapassamos nosso tempo na cidade e não conseguimos visitar a Sé. A Sé Catedral de Leiria teve início a sua construção em 1550, século XVI, com a colocação da primeira pedra. Mas, só foi concluída na segunda metade do século XVII. 
viajando pela Europa; viagem sem guia; turismo em Portugal; Sé Catedral de Leiria
Leiria, foi inspiração e cenário principal para Eça de Queiroz ao escrever "O crime do Padre Amaro".
Esta é uma típica cidade portuguesa que conta muitas histórias e merece uma visita, mesmo que rápida. 
Saímos com vontade de voltar em outra ocasião para vasculhar o seu centro histórico e outras atrações. Vejam nossa lista de locais que não visitamos, mas que entraram na lista para uma próxima visita.
SÉ CATEDRAL DE LEIRIA
M.I.M.O - Museu da Imagem em Movimento
IGREJA DE SÃO PEDRO - Templo de estilo românico cuja construção foi iniciada no século XII e terminada no século XIII.
SANTUÁRIO NOSSA SENHORA DA ENCARNAÇÃO – Construção do século XVI.

Bjs e até a próxima viagem!!!
   Para quem se animar:  

   BOA VIAGEM!!!!!  


  Obrigada pela visita!!!  

Se vocês tiverem gostado desta viagem, não deixem de ver:








TOLEDO, Espanha